terça-feira, 15 de dezembro de 2009

Peixe cura rancor

Tô trabalhando feito uma condenada, com a equipe sobrecarregada. E hoje, no fim do dia, um do membros me diz que vai ficar só mais um mês. FODEU! E eu que já estava há 8 horas na frente do micro trampando, sem comer, morri de rancor.

Saí correndo com a roupa do corpo e fui até o supermercado, mesmo pobre de jó, comprei dois tomates, 3 batatas e 500 gramas de um flié de sant peter (um primo pretensioso da tilápia), mas conhecido como um dos peixes mais magros da paróquia. E como um dia antes a coisa mais leve eu tinha consumido era um baião de dois, achei por bem maneirar no peso. E como eu tava com muito rancor pra pensar em qualquer coisa, soquei tudo numa assadeira e coloquei no forno. Se liga...

Ingredientes
Batatas
Tomates firmes
Alho
Sal
Pimenta
Azeite
Cheiro verde

Preparo
Corte as batatas em rodelas grossas e cozinhe um pouco em água com sal. Só pra dar um pré cozida. Tempere o peixe com sal, alho e pimenta. Eu coloquei meio suco de limão siciliano porque eu gosto e acho que deus criou o limão assim, na sequência do peixe, de propósito porque combina. Voltei para frente do computador e xingue o mundo.

Depois de uns 10 min escorra as batatas. Coloque azeite no refratário e espalhe os os filés de peixe. Sobre eles coloque os tomates em rodelas. e salpique sal, pimenta e cheiro verde. Cubra com as batatas, mais um pouco de sal e pimenta. Regue com mais azeite de acordo com seu potencial cardíaco. Cubra com o papel alumínio e leve ao fogo médio. Depois de 10 minutos tire o papel e aumente o fogo pra corar todo mundo. Mais 10 minutos e tá lindo.

Fácil, rápido, relativamente barato (gastei menos de 20 reais) e mata qualquer rancor.

domingo, 13 de dezembro de 2009

Torta de bis da laric(ss)a

Outro dia na casa do Junior depois de mandarmos uma paella geliça todo mundo ficou na nóia da sobremesa. Mas a Gabi anda meio mavon e não faz mais torta de limão. #fail Até que eu lembrei de uma sobremesa larica descontrol que eu fazia na adolescência: a torta de Bis. Fiz e a galere morreu de comer. E hoje depois de toneladas de feijuca que a Gabi fez com carinho, apelamos de novo a torta de Bis. É coisa de alma gorda e preguiçosa.

Ingredientes
1 lata de leite condensado
1 caixinha de creme de leite
4 colheres de Toddy
2 de manteiga
1 pode sorvete
2 pacotes de Bis

Preparo
Pique o bis em cubos médios e espalhe num refratário de vidro. Prepare um brigadeiro meio mole. Depois de pronto misture a ele o creme de leite sem soro. Despeje a mistura ainda quente sobre os pedaços de Bis e leve ao congelador por uns 20 minutos. Depois é só espalhar o sorvete sobre a mistura e comer. Hoje, nós colocamos morangos sobre e ficou incrível. Tente ver na foto, a torta por trás das mãos.
Possíveis nomes para a larica: Supresa gelada de Bis, Porcovete, Escondidinho de Bis

*foto da @fichanocaixa

segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

Fusili com molho de queijo e abrobrinha


Esse é daquele tipo de massa que os amigos estão em casa e deu fome, mas você tem pouca coisa ou quase nada e quer agradar e se agradar. O famoso apela DJ. Sabe quando a pista tá morrendo e o DJ coloca Hey Ya do Outkast e tudo mundo dança loucamã? É esse o efeito desse molho. Bora nóis!

Ingredientes

Todos os queijos gordos que você tiver na geladeira
Abrobrinha
Massa tipo fusili
Sal
Pimenta
Leite ou creme de leite fresco
Manteiga
Noz moscada

Preparo
Coloque a água pra ferver. Enquanto isso prepare o molho. Derreta um pouco de manteiga, acrescente o leite ou o creme de leite. A difrença é que com o leite vai ficar mais magro e demorar mais pra engrossar (o famoso reduzir, rs). Vá acrescentando os queijos ralados e mexa até que eles derretam e vire um molho grosso e puxento, por causa da quantidade absurda de queijo. Como vai ser gartinado é bom deixar ele um pouco mais líquido. Cuidado com o sal, porque os queijos já são salgados. Eu usei mussarela, parmesão e um pouco de gorgonzola. Coloque uma pitada de noz moscada e pimenta.

Coloque a massa pra cozinhar. Mas deixe bem al dente, porque ela ainda vai no forno. A não ser que você queira comer uma massa corrida. Pique as abobrinha em cubos médios, tempere com sal, azeite e pimenta. Reserve. Escorra a massa, misture ao molho e coloque as abobrinhas, cruas mesmo, a idéia é que eles fiquem crocantes. Depeje numa travessa e leve ao forno alto pra gratinar. Pronto!

sexta-feira, 27 de novembro de 2009

Champ com lombinho


Daí que no sábado de manhã eu vejo o Jamie Oliver e fico exercitando a minha capacidade de auto gerar fome. E eu gero. E não importa a cagada que ele faça eu fico com vontade de comer. E como é sábado fica mais fácil mandar ver.
Foi o caso desse purê de batatas estilizadinho típico da Irlanda que chama champ. Par mim é purê mesmo! E pra "acompanhar" o purê eu assei lombinho!

Ingredientes:
batata inglesa
cebolinha
Mais ou menos 1/2 xícara de leite
E manteiga do tanto que vc queiser (tá, umas 100gr)
Sal

Preparo
Cozinhe as batatas no sal até ficarem macias, por uns 15 min. Depois escorra e amasse para formar o purê, mas deixe uns pedacinhos inteiros pra dar emoção. Pique bem a cebolinha. Em uma panela coloque o leite com metade da manteiga e da cebolinha. Aqueça até a manteiga derreter. Desligue o fogo e acrescente o resto da cebolinha. Não deixa a cebolinha perder o tom verde. Misture o purê de batatas e mexa bem. Acrescente o restante da manteiga no topo do purê pra formar um laguinho. Se você tiver numa vibe saudável pode servir com folhas de agrião.

Para assar o lombinho veja a receita.

quinta-feira, 26 de novembro de 2009

Quibe assado goiano



Essa receita é meio que trucada da minha parte. É porque como todo bom caipira, eu, quando visito a terrinha volto com uma matula digna de retirante. Geralmente trago coisas que aqui não encontro como pequi, linguicinha de frango e pernil e massa de quibe. Sim, tem liguiças aqui, mas não são como essas. E o mesmo vale para a massa de quibe. Mas também, na falta da massa goiana, não existe mistério. Vamos lá.

Ingredientes
1kg de carne moída
500g de trigo para quibe
cebola picada
tomate
hortelã
sal
pimenta de bode
azeite de oliva
muito queijo
Alho

Preparo
Coloque o trigo de molho na água e deixe descansar por meia hora no mínimo. Ele vai ficar inchadinho e molinho. Depois escorra a água e esprema até sair tudo. Junte a carne, hortelã, cheiro-verde, suco de limão, azeite, sal e pimenta, muita pimenta. Misture tudo bem, até virar uma massa uniforme. Coloque metade dessa massa em um refratário untado com azeite.

Corte os tomates em rodelas e leve ao fogo com alho e alguams folhas de hortelã só pra dar um susto. Coloque esse molhinho sobre a camada do quibe e cubra com todo o queijo que você puder suportar. Depois cubra com o restande da massa. Regue com um pouco de azeite e leve ao forno médio pra assar. Uns 30 minutos basta, se não fica muito seco.

segunda-feira, 9 de novembro de 2009

Saideira e nada da gente sair?


Quermesse de botecos! Essa foi a feliz definição que a Braun Café lançou no meio da Festa da Saideira, a final do concurso Boteco Boehmia, de melhor pitixco de boteco da city. E é bem isso mesmo. Um monte de boteco reunido lá no Moinho Eventos, muita cerveja, samba e calor. Pra mim, o ambiente perfeito. Isso sem contar os petiscos e show do Paulinho da Viola que fechou o evento. Se eu tivesse morrido ali, teria morrido feliz.

E como o objetivo da festa é a eleição do petisco campeão da cidade, vamos ao resultado. O escolhido como o melhor Petisco da cidade foi o Pirulito de Rabada no Caixote - bar Veríssimo. É gostoso, mas no meu coração não é o melhor.

O segundo lugar ficou com o petisco Sousplat de vol-au-vent, do Justo, lá de Santana. Bem gostoso também, mas ainda não é meu preferido. E em terceiro o Cone de Baião no Varal, do Botica do Quintana, esse, entre todos que experimentei, foi o melhor. Mesmo achando ele meio instalação.

Vou descolar as receitas e passar por aqui pra ver se vocês ficam com vontade.

segunda-feira, 26 de outubro de 2009

É truta, manu! Com batatas.

O Júnior faz comida. É ele nos alimenta e bem. Aí numa dessas vezes que fomos lá ele fez esse peixe pra galere. Que segundo ele, era pra ser sashimi, mas tava velho, aí virou assado pra galera mesmo. hahaha Brincadeira, tava ótimo. Tanto que eu repliquei na íntegra no feriado de segunda. É bem fácil, segue. Ps.: não é salmão, é truta salmonada. Muito bom e mais barata (quase 20 reais de diferença no preço do quilo).

Ingredientes
Filé de truta salmonada
Mirin (saque culinário)
Vinagre de arroz
Gengibre
Mel
Pimenta do reino
Sal
Shoyu
Batatas
Azeite
Preparo
Primeiro você vai marinar o peixe. Coloque-o num refratário. Encha um copo americano com o shoyu. Acrescente umas 3 colheres de mel, um pouco do vinagre e do mirin (mais ou menos uma colher de cada). Rale o gengibre, um punhadinho basta. Coloque uma pitada de pimenta. Nem carece de sal, o shoyu já é bem salgado. Despeje essa mistura no peixe e deixe descansar por uma meia hora.
Ligue o forno a 180 graus. Enquanto isso corte as batatas em pedaços médios e dê uma aferventada. Depois as coloque em outro refratário com azeite a gosto, salpique pimenta e sal e coloque no forno. Volte ao peixe, escorra o excesso do caldo em uma panela pequena e leve a forma ao forno também. Aqueça a panelinha no fogão para reduzir esse caldo. Ele vai virar um molho grossinho, agridoce, forte. Ideal para acompanhar o peixe assado. Sirva com as batatas coradas e arroz branco.
Correto Jr?
Update do dono da receita: quando retirar o molho do fogo, coloque uma colher de manteiga fria e bata. Vai dar uma textura aviadada, ops, aveludada ao molho. Rá!

domingo, 25 de outubro de 2009

Lombo de cação assado com 3 batatas


Peixe comprado na feira é outra coisa né? Fresco e bem mais em conta que no mercado. Eu fui na intenção de comprar um peixe inteiro para assar, mas como tava sozinha em casa, com certeza ia sobrar muito. Optei então por um pedaço pequeno de lombo de cação. Pra acompanhar, batatas, de três tipos diferentes.

Ingredientes
Lombo de cação cortado em postas (mas lembre-se, que se é lombo não tem osso).
Um pimentão vermelho picado em cubinhos
Azeite
Sal
Pimenta
Batatas do tipo Asterix (aquela rosada)
Bata Barôa (conhecida como mandioquinha)
Batata Monalisa (a mais comum, de casca amarelada)
Tomilho limão
Alho

Preparo

Corte o lombo do peixe de forma que obtenha filés com 4cm de altura. Tempere os pedaços com alho, pimenta e sal. Descarte e corte as batatas em rodelas grossas.
Pegue um pirex e unte com azeite, espalhe as batatas. Tempere-as com sal, pimenta e tomilho. Jogue sobre as batatas parte do pimentão. Disponhas os filés sobre as batatas e salpique sobre eles o restante do pimentão. Coloque mais um fio de azeite sobre o peixe. Cubra com papel alumínio e leve ao forno a 180 graus. Uns 20 min depois retire o alumínio e deixe dourar. Um prato bem leve e saboroso para um dia quente. Para acompanhar você pode preparar uma salada de folhas com alface, rúcula e agrião. Fica bão!

quinta-feira, 15 de outubro de 2009

Omelete vegeta



Pois é, eu ando meio que dientando. Nada demais, só fechando um pouco a boca. E para que isso seja possível eu tive que parar de fazer comida. Logo, só estou cozinhando nos findes. Mas eu levo marmita pro trabalho. É, todo dia. Além de não ser fácil achar o que comer na região, eu prefiro a minha comida aos parcos restaurantes por quilo dali. Logo, temos um problema. Como levar marmita sem fazer comida? Uma das saídas são os omeletes!

Ingredientes

ovos
alho poró
cheiro verde
tomate
quijo branco
pimenta do reino
manteiga
sal
noz moscada

Preparo

Pique o alho poró em rodelinhas e o tomate em cubinhos. Aqueça a manteiga, doure o alho poró, acrescente o tomate, mas não deixe desmanchar, a idéia é que ele fique firme. Tire do fogo. Misture os ovos com o queijo ralado ou picado. Acrescete sal, pimenta, noz moscada e cheiro verde. Junte o refogado que já deve ter esfriado.
Aqueça uma frigideira anti aderente com um fio de azeite. Coloque a mistura e tampe. Deixe ficar firme para poder virar. Eu uso um prato pra dar o truque da virada. É so colocar o prato como "tampa" na frigideira e virá-la, depois devolver o omelete virado à frigideira para tostar o outro lado. Fica geliça! Ideal para companhar uma saladona na dieta. Sustenta!

Penne só tem atum

Aí que você vai pra praia de madruga e precisa dar aquela forrada no estame. E tudo que você tem é um atum, um clássico da culinária de guerrilha. Mas né? Patê não é refeição. O que fazer? Massa! Todo mundo que se respeite tem massa em casa. SEMPRE! Então voilá! Temos uma refeição!

Ingredientes
massa (eu usei tipo penne, mas o que tiver vale)
1 lata de atim
pimenta dedo de moça
Alho poró
sal a gosto
cheiro verde
leite de côco
Parmesão (vida)
Manteiga

Preparo
Cozinhe a massa em água fervente. Não deixe ficar muito tempo, no máximo uns 5min. A idéia é comer massa, não uma massaroca. Reserve. Derreta a manteiga (Eu agora dei de clarificar, mas é que tô tentando fazer a phina). Mas aqui no Sem Medida você faz se quiser. Doure o alho poró picado em rodelas, acrescente a pimenta picadinha (se quer menos ardência, retire as sementes). Por úlimo, o atum sem o liquido, seja óleo (gordinho) ou água da conserva. Coloque um fio do leite de côco. Acerte o sal. Deixe dar uma fervidinha e desligue o fogo. Nesse refogado, coloque a massa e misture. Salpique o cheiro verde e pronto. Sirva com o parmesão ralado.

terça-feira, 13 de outubro de 2009

Maratona de batecagem!

Pois é, como eu contei aqui há alguns dias, começou o Boteco Bohemia. E daí que tive a sorte de ser convidada pra me juntar ao bonde de outros botequeiros para fazer uma caravanda há quatro dos bares concorrentes experimentando os pixtiscos harmonizados com a Bohemia certa. Vou dividir aqui as receitas com vocês. Mas confesso que alguns é mais fácil comer na fonte.

Cone de Baião no Varal
Hamoniza com Bohemia Escura ou WeissA maratona durou umas 8 horas começando pela Botica do Quintana, na Vila Olímpia. Contrariando a média da região esse é um boteco com uma certa personalidade. Eles concorrem com o pixtixco “Cone de Baião no Varal”. Que eu apelidei carinhosamente de instalação, de tão elaborado que é (se liga na foto). O sabor é ótimo, mas para uma mesa de boteco cheia pode sair bem caro e pouco prático. Eu quero tentar fazer minha versão.
Ingredientes
1 kg de feijão verde ( feijão de corda já seco)
200 grs de toucinho
1 paio cortado em rodelas
1cebola grande
1 dente de alho
30 grs de bacom em cubos
Pimenta de cheiro amarela
10 grs de sal
100 ml de óleo
Coentro picado
0,5 kg de arroz
05 kgs de macaxeira
150 grs de queijo coalho cortado em fatias finas
0,5 de carne de sol serenada
100 ml de manteiga de garrafa
01 maco de Couve mineira
06 fatias de pão de graos
100 grs de carpaccio de carne seca
Preparo

Lave o feijão e deixe de molho de véspera. No dia seguinte, cozinhe o junto com o paio e o bacon, dissolvidos por 2,5 lts de água fria. Tampe a panela e deixe cozinhar em fogo baixo por 1 hora. Em outra panela, doure a cebola e o alho, no óleo.
Junte o coentro e o arroz e refogue bem ate ficar brilhante e um pouco transparente. Acrescente o feijão e o paio já cozidos, juntamente com o caldo. Misture bem, tampe a panela e deixe cozinha ate que o arroz fique cozido, úmido, com consistência cremosa.
Durante o cozimento do arroz, se necessário adicione água, tomando o cuidado de não deixar a mistura ficar seca.Junte a salsinha e mexa com cuidado. Então cubra o arroz com as fatias de queijo. Tampe a panela novamente e deixe que o vapor derreta o queijo. Asse os cones de macaxeira. Finalize os triângulos de carpaccio de carne seca, e frite a couve mineira. Acrescente o coentro só na hora de finalizar, quanto menos ele cozinhar, menos acentuado ficará.
***********
Kamarão na Toca
Hamoniza com Bohemia ConfrariaEm segundo lugar veio o "Kamarão na Toca" do bar Kamaleão, no Ipiranga. De todos, esse foi o pixtixco com mais cara de boteco. É um camarão médio envolvido por uma massa de croquete de carne e depois passado no farelo de pão. É uma porção servida, acompanhada de sardela e molho de pimenta amarela para xuxar. Muito gostoso, mas pra mim tem muitos sabores fortes combinados e acaba que um meio que briga com o outro. Eu faria com menos informação. Segue:
Ingredientes:
250g de coxão duro
250g de lombo de porco
100g de farinha de rosca
10 camarões rosa sem casca
01 cebola
01 tomate
01 salsinha
02 dentes de alho
1/4 de tablete de caldo de carne
2 ovos
01 xícara (chá) de “breadcrumbs” (farelo de pão, uma farinha de rosca mais grossa, em flocos)
Sal, pimenta do reino, azeite, manteiga a gosto
Preparo
Cozinhar o coxão duro e o lombo de porco em uma panela de pressão por aproximadamente 25 minutos. Depois de cozido, separar as carnes do caldo que sobrou. Misturar o caldo com a farinha de rosca e reservar por 20 minutos. Picar bem as carnes cozidas. Reservar.
Cozinhar o camarão rosa sem cabeça somente com água e sal. Depois de cozido, temperar com azeite e alho batido no liquidificador e deixar tomar gosto por uns 20 minutos. Reservar. Em uma panela, derreter a manteiga, acrescentar a cebola e o tomate, deixar murchar um pouco. Colocar as carnes picadas, temperar com sal, pimenta do reino, salsinha, e adicionar 1/4 do tablete de caldo de carne. Desligar o fogo. Acrescentar o caldo reservado com a farinha de rosca. Deixar esfriar um pouco e quando estiver morna a massa, enrolar nas mãos e fazer um furo central onde se introduzirão os camarões previamente cozidos. Passar no ovo batido e empanar. Fritar no óleo quente até dourar. Retirar e colocar sobre o papel absorvente para retirar o excesso de gordura. Servir quente.
***********
Bixo BãoHamoniza com Bohemia WeissJá meio bêbados chegamos ao terceiro boteco: O Bar do Plínio, no Bairro do Limão. Boteco típico de bairro, com mesas de madeira na calçada. Já o pistixco não tava tão botequístico assim. O Bixo Bão é um guiza reinventado (atóron) recheado com camarão e salmão triturados. Acompanhado de dois tipos de molho.
Ingredientes
Massa de guioza
200gr de salmão
100gr de camarão
palmito
cream cheese
cebola
salsinha e cebolinha
pimenta de cheiro
azeite
sal e pimenta a gosto
Preparo Recheio
Pique o salmão, o camarão e o palmito em pedaços bem pequenos. Acrescente os temperos também picados e por ultimo o cream cheese.

Ingredientes Massa
Como não recebi a receita oficial da massa procurei uma pra postar. Mas não testei pra ver se funfa! É por sua conta e risco.
300 g farinha de trigo
150 ml de água morna
Preparo Massa
Misture a farinha e a água aos poucos até formar uma bola, que não pode ficar muito seca. Caso fique, molhe as mãos e continue sovando. A idéia é que fique lisa e homogênea.
Para montar abra a massa em disco e coloque um pouco de recheio no centro. Junte as bordas montando um trouxinha. Cozinhe no vapor e depois frite em óleo quente. Lá eles serviram com um molho agridoce de damasco e pimenta rosa e outro de maionese e temperos verdes. Sobre uma salada de repolho roxo, tomates e palmitos.
***********
Maravilha de Queijo do com Tomate Seco
Harmoniza com Bohemia Pilsen
E por último, mas não menos aguardado, veio o Maravilha de Queijo do com Tomate Seco do Bar ó, na Vila Madalena. Esse pixtixco é a prova de que a simplicidade funciona. A clássica bolinha de vários queijos, que eu já fiz por aqui, recheada com tomate seco, passada na aletria (massa cabelinho de anjo). Simples e saborosa.
Ingredientes
300gr de mussarela ralada
300gr de queijo prato ralado
300gr de queijo meia cura ralado
100gr de parmesão ralado
3 ovos
1 xícara de farinha de trigo
Orégano a gosto
Tomate seco
óleo pra fritar
Aletria, massa do tipo cabelo de anjo
Preparo
Misture tudo, faça bolinhas em volta do tomate seco e passe na aletria para empanar.
Frite em óleo quente.

UFA! Muita coisa né? Imagina comer e beber tudo isso num dia só? Parabéns aos outros maratonistas do bonde: a Boa de Garfo, a Mixirica, os meninos do Botecagem, a as meninas do Braun Café e o Cozinha Pequena. Se eu esuqeci de alguém, me avisem, pq memória de bêbado não é lá essas Coca Colas. Agora é agitar a festa da Saideira nos dias 7 e 8/11.
Ps.: Para saber mais sobre os botecos participantes e montar sua caravana vai lá no Braun Café. A Dani fez um ótimo guia pros botequeiros.

O baile todo

quinta-feira, 1 de outubro de 2009

Frango Mata Atlântica da Andressa


Daí que fui jantar na casa de uma amiga do trabalho já faz um tempo. E ela fez um frango no leite de côco com legumes, receita da mãe de uma amiga dela que mora na praia, em Ubatuba, no meio da reserva. Eu amei tanto a comida que vou compartilhar aqui com vocês mesmo antes de testar por conta própria. Mas vou pedir que a Dê confira se tá tudo certo. Ps.: tava tão bom que eu comi no jantar e no outro dia dividi na marmita com a Dê. Te dedico, loka!

Ingredientes
Leite de côco
Peito de frango cozido e desfiado
Curry
Pimenta de bode (se não tiver se vira com outra)
Cenoura
Brócolis
Abobrinha
Cocô ralado
Castanha de caju
Alho
Pimenta do Reino
Cebola
Preparo
Cozinhe o peito de frango já com os temperos. Eu não sei como a Dê fez essa parte, mas eu colocaria na pressão com a pimenta, o alho, o sal e parte da cebola(Cozinha em menos de 20 minutos depois que começa a chiar). Depois de cozido, desfie o frango e reserve. Refogue os legumes na manteiga só pra dar um sustinho e acrescente o frango desfiado e o leite de côco como caldo. Deixe reduzir um pouco o caldo e coloque curry a gosto. Acerte o sal e apimenta. Pronto! A idéia é que os legumes fiquem mais al dente mesmo, ou seja, durinhos. Triture a castanha de caju e espalhe na mistura. Sirva com arroz branco e salpique o côco ralado no prato. Fica um géliça!
Eu colocaria também um pouco de cheiro verde fresco na hora de servir. Salsinha ou coentro, acho que combina.
Ps.: quero testar usando como molho para um risoto. Deve ficar incrível!

terça-feira, 29 de setembro de 2009

Botecagi? Sim! Começa o Boteco Bohemia 2009

Se você é da botecagi como eu com certeza sabe o que é o Boteco Bohemia. Mas se você não sabe (te desprezo) eu explico. É tipo uma maratona da cerveja que dura um mês e não coincidentemente inclui 31 botecos da cidade. No caso, falo de SP. A idéia é eleger o melhor petisco de boteco da cidade por juri popular. E é aí que a gente entra. Temos a árdua tarefa de passar 31 dias de bar em bar, beber, cair, levantar e votar nos pistixcos. Todo ano eu participo na medida em que o bolso e o figo aguentam.

E daí que agora em outubro começa a maratona de novo, já no dia 01/10. E eu vou tentar acompanhar e dividir aqui as receitas dos petiscos com vocês. Pelo menos algumas (Afinal, são 31 bares né?). De saída segue uma que eu já provei no lançamento da Caravana Boteco Boehmia e achei bem digna. Tipo uma releitura (Há!) do bolinho de arroz! Pois é, esse ano a coisa tá mais chique, os pistixcos foram criados exclusivamente para o concurso e avaliados em teste cego por uma banca examinadora. E a voialice* chegou à botecagi.

Bolinho de Arroffles
Dois bolinhos de arroz acompanhados de molho de tomate meio picante (beeeem suave).

Ingredientes

Massa:
200gr. De mandioquinha
400gr. De arroz
100gr.De Parmesão ralado
4 colher de sopa de creme de leite
1 colher de sopa de caldo de galinha
20 gr de batata ruffles cebola e salsa
1 colher de salsinha

Recheio:
Carne Seca desfiada e Temperada
Parmesão ralado
Pimenta biquinho

Preparo
Amasse bema mandioquinha já cozida, misture com o arroz, salsa, caldo de galinha e o creme de leite, por último o parmesão e a batata rufles. Faça bolas e abra em círculos. Depois, recheie com a carne seca, a pimenta biquinho e o parmesão. Frite em óleo bem quente. Deve render um 4 bolinhos grandes (de 220gr).

*voialice (do francês voilá! Lê-se voalice): requinte, finesse, garbo e elegãncia. Coisas que você, gente fina, elegante e sincera, tem.

segunda-feira, 28 de setembro de 2009

Creme de mandioquinha ultra light


Hoje caiu o mundo em SP e no meio do caos o que todo ser na cidade quer é chegar em casa e ficar em paz. Pois é, eu tive essa sorte e cheguei relativamente cedo. E com chuva nada mais justo do que uma sopinha rápida e leve pra dormir gostoso depois. Com vocês o creme de mandioquinha ultra light. Porque eu tô de dieta.

Ingredientes
Umas 5 mandioquinhas (ou batata barôa)
Alho
Sal
Cheiro verde
Pimenta
Iogurte desnatado

Preparo
Junte em uma panela a mandioquinha, o alho, uma pitada de sal e talos grandes de cheiro verde. Cozinhe até amolecer. Retire os talos de cheiro verde os dentes de alho e bata no liquidificador com parte da água do cozimento até obter uma mistura homogênea e bem cremosa. Volte para panela e deixe ferver, se estiver muito líquida ferva por mais tempo para reduzir. Depois coloque umas duas conchas do creme no liquidificador e coloque o pote de iogurte desnatado e bata até ficar bem cremoso. Misture na panela com o restante da sopa. Confira o sal e a pimenta.
Sirva com cheiro verde picado, parmesão e croutons. Géliça e beeem leve!

terça-feira, 22 de setembro de 2009

Phina, elegante e sincera

Ontem tive um momento gente fina, elegante e sincera. Fui convidada para o encontro de degustação Blogs com vinho na Vinea Store, com apoio da revenda online Wine. Pois é gente, fiz a phina e tomei vinho como gente grande.

Saboreamos três tipos diferentes de vinho:

Prosecco Incontri VSAQ Pera Martellozzo (Vêneto, Itália) e os argentinos (de Mendonza) Terra Chardonnay 2008 Viniterra, Viniterra Carmenère 2006 e Dolcissimo Late Harvest Viniterra.

Durante o evento recebemos várias dicas sobre vinhos e ficamos sabendo que muita coisa que se diz por aí nos cursinhos péla saco não passa de firulas. Como por exemplo, o truque de observar as lágrimas escorrerem pela taça para ver a densidade do vinho. Ok, você pode até fazer isso, mas não significa absolutamente nada. Outra coisa é girar a taça para que o líquido libere o álcool. Oee, são mais de 13% de teor alcoólico, mesmo que você gire a taça até seu braço cair, o álcool e seu cheiro permanecerão na bebida.

Viu que só aprendi bobegem, né? Mas é aí que você se engana. Para acompanhar os vinhos serviram um "risoto ao funghi" de morrer tudo a ver com o Viniterra Carmenère. E de sobremesa serviram o que pra mim, sempre foi e sempre será, a "torta de bolachas na manteiga com nozes da minha vó", que arrasou com Dolcissimo Late Harvest Viniterra. E eu já tratei de aprender as receitas e vou compartilhar aqui pra você sair por aí fazendo o phino também. #ficadica

Risoto de funghi
Ingredientes
20g de funghi secchi
1/2 xícará de vinho branco seco
1 xícará de arroz para risoto (arbório)
3 xícará de caldo de carne fervente
2 colheres de manteiga
1/2 cebola média picadinha
1/4 xícará de queijo parmesão ralado

Preparo

Lave e hidrate o funghi uma meia hora antes de começar a fazer o arroz. Cubra com água e deixe descansar uns 30 minutos, escorra e reserve o líquido. Corte os cogumelos em tiras. Aqueça 3 xícara de água para derreter o caldo de carne. Pode juntar também aqui o caldo funghi.

Em outra panela derreta a manteiga e junte a cebola (opcional). Quando a cebola estiver começando a dourar, acrescente os pedacinhos de funghi e misture para incorporar. Junte o arroz e deixe no fogo até esbranquiçar. Coloque o vinho e deixe secar um pouco.

Vá acrescentando o caldo de carne com funghi aos poucos no arroz. Concha por concha, a medida que o líquido for sendo absorvido pelo arroz. Sempre mexendo. Deixe o risoto no fogo até que o arroz esteja cozido, mas al dente. Retire do fogo, coloque o restante de manteiga, salpique o parmesão e voilá!



Torta de bolachas na manteiga com nozes da minha vó
250g de manteiga sem sal
2 copos de açúcar
1 colher (sopa) de essência de baunilha
3 gemas
1 copo de nozes picadas ou trituradas
2 caixinhas de creme de leite
2 pacotes de bolacha tipo maisena
1 lata de leite condensado

Preparo
Cozinhe o leite condensado na panela de pressão por 15 minutos depois que começar a chiar. Na batedeira bata a manteiga, o açúcar as gemas e a baunilha até formar um creme esbranquiçado. Junte o creme de leite e misture delicadamente. Acrescente as nozes. Em uma travessa de vidro untada coloque uma camada de bolachas umedecidas no leite e depois uma camada de creme. Repita as camadas até que a última seja a do creme. Depois cubra com o leite condensado cozido e decore com o restante das nozes. Deixe na geladeira por 12 horas antes de servir. Tem gente que faz em forma de fundo falso pra desenformar depois. Mas dá um trabaaalho.


Convenci? Não, né?

quinta-feira, 17 de setembro de 2009

Arroz com brócolis e uvas passas



Essa receita foi inventada pela dona Neuza, minha mãe. Fica uma delícia para acompanhar assados em geral. Sem contar que é ideal para reaproveitar o arroz de ontem, anteontem e até o congelado do mês passado. Há!

Ingredientes:
Arroz pronto
Margarina/manteiga
Brócolis (fica melhor com op tipo couve)
Sazon para saladas
Uvas passas (gosto mais da neguina)
Alho
Cebola
Sal
Preparo
Pique brócolis bem pequenininho e refogue na manteiga com alho e cebola. Coloque o Sazon (a gosto). Depois jogue o arroz e misture com um garfo para não virar um bloco. Não deixe cozinhar. Afinal, não tem mais nada cru ali. Acrescente as passas e sirva. ANIMAL!

segunda-feira, 14 de setembro de 2009

Torta de legumes



Fiz essa receita pra levar pro LuluzinhaCamp. Fiquei super com medo de sobrar pq a mulherada lá é foda de boa nos quitutes. Só tem coisa géliça. Mas não é que fez sucesso e voltei com tupevari vaziinho!? Depois dessa aprovação só me resta compartilhar. A foto tá pior que as de costume, fiz na pressa.
Ingredientes
Massa
2 e meia xícaras de farinha de trigo
1 ovo
150 gr (duas colheres bem gordas) de manteiga temperatura ambiente
1 pitada de sal
I colher de fermento em pó químico

Recheio

Alho poró
Brócolis
Cenoura ralada
Abobrinha ralada
Folhas de cenoura picada
Caldo de legumes
Alho
Pimenta dedo de moça
Creme de leite ou leite
Manteiga
Amido de milho
E qualquer outro legume que você goste e tenha em casa.

Preparo

Misture os ingredientes da massa, menos a farinha. Depois vá acrescentando o pó aos poucos até que a massa fique homogênea e firme, desgrudando da mão facilmente. Essa é muito, mas muito fácil. O segredo é colocar a farinha em partes até achar o ponto. Abra a massa numa forma de fundo falso cobrindo as bordas e leve ao forno médio para pré assar, por uns 30 minutos.

Enquanto isso, prepare o recheio. Pique o brócolis em pedaços pequenos e refogue no alho amassado junto com o alho-poró picado em rodelas, a abobrinha e a cenoura raladas e os ramos da cenoura picados. Coloque a pimenta picada, mas sem a semente, se não gosta de muito picante.

Para dar aquela cremosidade coloque umas três partes de creme de leite ou de leite, mesmo se quiser mais magro. Pode misturar um pouco de amido de milho em dois dedos de leite pra dar uma engrossada no molho. Acrescente o caldo de legumes, confira o sal e pronto. Despeje sobre a massa. O ideal é cobrir com uma camada fina de massa. Ou pelo menos com tira grossas.

terça-feira, 8 de setembro de 2009

Quiche de queijo



Massa
2 e meia xicaras de farinha de trigo
1 ovo
150 gr de manteiga temperatura ambiente
1 pitada de sal

Recheio
3 ovos, ou 4 se forem muito pequenos
Noz-moscada
Fermento em pó químico
Queijo ralado de todos os tipos que você tiver na vida e couber na forma.

Preparo

Misture a farinha, a manteiga (ou margarina), o ovo e o sal até que a mssa adquira consitência e desgrude dos dedos com facilidade. O ideal é que a manteiga em temperatura ambiente para aderir melhor a massa. Abra a massa numa forma de fundo removível, subindo um pouco nas bordas. Eu gosto dela bem fina. Leve ao forno para assar por uns 20 min.

Enquanto isso, prepare o recheio. Quebre os ovos numa tigela e bata. Acrescente sal, noz-moscada e bata bem. Se tiver ajuda mecânica (betedeira ou liqui) melhor ainda. Por último acrescente um pouco de fermento em pó químico (uma colher de café).

Pegue a forma com a massa pré-assada, coloque o queijo ralado e a mistura de ovos sobre como cobertura. Se quiser, pode acrescentar mais queijo ralado em cima que fica bem bom.

terça-feira, 1 de setembro de 2009

Fusili com legumes


E ai você abre a geladeira e tem algumas folhas, um teco de bacon e ovos. Que vida triste! Nãaao. Se tiver alguma massa, você tem um jantar!

Ingredientes
Brócolis
Alho poró
Bacon
Ovos
Alho
Pimenta dedo de moça
Massa fusili
Caldo de legumes

Preparo
Coloque a água da massa para ferver em uma panela. Em outra, tipo frigideira, coloque um fio de óleo (pouco mesmo), frite bacon até dourar, acrescente o alho picado nela, deixe dourar. Corte o alho poró em rodelas e junte ao refogado. Acrescente os brócolis picados em pequenos pedaços. Se tiver caldo de legumes coloque. Por último, coloque os ovos, dois são suficientes para meio pacote massa. Mas se você ama ovo, manda bala. Mexa os ovos para que fiquem mexidos, há! Reserve.
Ponha a massa para cozinhar, por uns 5, 7 min. Não precisa muito mais que isso. Escorra e misture ao refogado. Lindo! Sirva-se. Eu, como amo queijo, sempre que possível acrescento um parmesão ralado na hora de comer. Porque né gente? Qualquer ser humano que se preze tem parmesão em casa!

segunda-feira, 31 de agosto de 2009

#Fail Quiche que virou omelete

Tudo começou com a idéia de fazer várias mini quiches portáteis para levar por aí e até arriscar uma venda pra complementar a renda. Mas sabe aquele diz que tudo que você se mete a fazer dá errado? Então. Faltou manteiga para a massa e eu completei com uma colher de óleo. FAIL! A massa ficou translúcida de taaaanto soltar óleo. Para não jogar o rechei da quiche fora e não ccorrer o risco de estragar mais alguma coisa eu apelei pro simples e fiz um omelete que acabou ficando fantárdico.

Ingredientes:
Os queijos que você tiver na geladeira
Ovos
Nóz moscada
Alho ralado
Sal e Pimenta a gosto
Cheiro verde

Preparo

Bata os ovos, misture os queijos ralados. Junte os temperos: noz moscada, pimenta, sal, cheiro verde. Aqueça uma frigideira com um fio de azeite. Despeje a mistura na panela e tampe. Quando começar a ficar firme no fundo é hora de virar. E aí é que fica bom. Virar é sempre um saco pra pessoas estabanadas como eu. Se não conseguir pegue um prato, vire o omelete nele e depois devolva-o à panela com a parte tostada pra cima. É um truque válido que pode evitar danos ao fogão e a perda do alimento em questão. Depois disso é só servir. É bacana pra companhar saladas e super sustenta.

domingo, 23 de agosto de 2009

Carne na cerveja com arroz biro biro

Essa é um clássico da azuleijisse. Não tem como fazer pouco, muito menos comer pouco. Logo, você deve reunir alguns retirantes quando for fazer. É ideal pra reuniões, porque você não precisa ficar em cima do fogão. Põe na panela e já era. O problema é que é na panela de pressão. O que pra mim é o mesmo que bomba socialmente consentida.

Ingredientes

1 peça de carne de mais ou menos 1kg, dependendo do tamanho da sua panela de pressão. (eu usei maminha, mas como vai rolar uma pressão no álcool pode ser qualquer carne, até coxão duro)
1 lata de cerveja (se formais carne, mais cerveja. O líquido deve cobrir a peça)
Uma lata de molho de tomate pronto
Alho
Cebola (opcional)
Sal
Pimenta
Batatas


Preparo

Coloque um fio de óleo no fundo da panela e frite um pouco o alho e a cebola. Acrescente a peça de carne e deixe selar dos dois lados. Depois acrescente o molho e cheque o sal e a pimenta. Cuidado. Molho pronto já tem sal e quando a carne cozinhar o líquido vai reduzir e ficar ainda mais salgado. Despeje a cerveja e tampe a panela. Geralmente 45 minutos são suficientes para a carne cozinhar. O ponto é aquele em que ela desfia ao puxar com o garfo.
Depois de cozida retire a peça e reserve num refratário. Corte batatas em pedaços grandes (eu coloquei com casaca e tudo, mas se preferir descasque)e coloque pra cozinhar no molho da carne, leva uns 20 min.
Pronto, dá pra servir só a carne com as batatas, mas eu gosto de fazer o arroz Biro Biro pra acompanhar. Mas só vou contar como faz no próximo post. Por hora, comam com arroz branco mesmo. Há!

segunda-feira, 17 de agosto de 2009

Torta fluf de arroz com sobras de geladeira


Eu andei errando arroz. É, dos ultimos três que fiz TODOS deram errado. Um deles até deu pra acompanhar a feijuca da mãe da Camis. Os outros foram para um pote na geladeira até que eu decidisse o que fazer. É, eu detesto jogar comida fora. Mesmo.

Daí que eu tinha que fazer meu almoço e pensei: é a hora de desovar esse arroz. Mas não queria bolinho, porque não queria fritar nada. Dei uma busca no Google e tudo que eu vi me agradou mais ou menos. Decidi inovar, como já era o resultado de um erro se desse certo era lucro. E nãoé que deu, minha gente! Nasceu a super torta bolo de arroz velho com sobras de geladeira. A massa ficou super hiper fluf nuvem e mega saborosa!

Ingredientes
Arroz velho que deu errado
2 ovos
Farinha de trigo
Leite
Sal
Noz moscada
Alho
Pimenta dedo de moça

Recheio

Presunto
Queijo
Champignon
Ou qualquer sobra de frios, legumes, bacon, atum, ervas. Qualque coisa mesmo que você tenha em casa.

Preparo
Coloque o arroz velho no liquidificador, os dois ovos, um pouco de farinha de trigo (coisa de uma colher de sopa no máximo), leite (mais ou menos uma xícara). Bata bem. A ideia é triturar o arroz e fazer uma massa meio pastosa. Se o seu liqui é fraco como o meu, vale parar e dar uma força com um colher. Por último, acrescente um colher de fermento químico (tipo o pó Royal) e mexa com a colher, evite bater.

Pegue um refratário, unte com éleo e farinha de trigo. coloque metade da massa no fundo. Pique os ingredientes do recheio. Eu coloquei presunto picadinho, queijo prato ralado, uma sobra de parmesão e outra de champignos. Bati um ovo com a pimenta dedo de moça sem as sementes e espalhei por cima (fiz isso pq ele sobrou e eu não ia deixar o pobre ovo solitário na geladeira).

Cubra com o resto da massa e salpique mais queijo ralado em cima. leve ao forno 180º por certca de 30 minutos. Ela vai crescer um pouco e ficar bem dourada em cima.

No caso de recheios mais leguminosos, acho que o ideal é refogá-los antes pra tirar um pouco da água. Se não pode desandar a massa. Vou testar com outros recheios e logo memos compartilho com vocês.

Ps.: essa vai ter que ser no olho. Qualquer dúvida me mandem e-mails.

sábado, 15 de agosto de 2009

Enroladinho de salsicha

Abri a geladeira na semana passada e só tinha salsicha. Pois é, geladeira pooobre. Para dar um contexto diferente ao embutido em questão, decidi fazer enroladinhos. Daqueles que vende em cantina de escola. Sem contar que eu tava bem afim de amassar a cara de alguéns, mas né? Em vez disso fui sovar massa. O alívio é o mesmo e a consequência é bem melhor:



Ingredientes
1/2 kg de trigo
2 pacotinhos de fermento para pão
2 colheres (sopa) de açúcar
1 colher (sobremesa) de sal
3 colheres (sopa) de óleo
2 ovos
1 xícara (chá) de leite morno
1/2 kg de salsicha
1 gema para pincelar

Preparo

Junte a farinha de trigo, o açúcar, as gemas e o óleo. Em outro recipiente desmanche o fermento e o sal no leite morno. Acrescente a mistura anterior e misture até ficar mais homogêneo e firme. Ela tem que desgrudar da mão. Vá abrindo a massa aos poucos com um rolo de macarrão. Tem gente que corta a massa aberta em discos que vão abraçar a salsinha. E prefiro fazer tiras e enrolar em volta.O tamanho da salsicha, há! Vc escolhe. Eu usei uma lava normal e um restinho de uma com queijo da Sadia. Os dois ficaram ótemos.

Pincele os enrolados com um ovo batido e leve ao forno (180º C) por uns 40 minutos. Mas fique esperto na cor. Quando dourar em cima já está bom. Essa massa fica extremamente macia.

Ps.: eu já tinha feito o enroladinho de queijo. Mas a massa desse é bem melhor.

quarta-feira, 12 de agosto de 2009

Pão de queijo no linquidificador


Ingredientes

1 xicara de óleo
1 xicara de leite
3 ovos
100g de queijo mussarela
500g de polvilho azedo
uma colher(café) de sal

Preparo

Bata o óleo, o leite, os ovos o queijo e o sal no liquidificador até ficar homogêneo. Depois vá acrescentando aos poucos o polvilho até que a massa ganhe consistência mais densa. Tenha cuidado porque a massa vai ficar cada vez mais pesada e forçar o liquidificador. O ideal é ajudar a misturar com uma colher.
Apesar de grossa, essa massa é mais para líquida logo, não dá pra enrolar com a mão. Use uma colher para encher as forminhas. Mas unte-as com óleo e farinha de trigo ou forre com papel manteiga antes. Leve ao forno por cerca de 20 minutos em temperatura alta. Se ficar mais tempo fica mais moreninho e crocante. Vai do gosto do freguês!

domingo, 2 de agosto de 2009

Cação com creme de mandioquinha

Essa eu comecei de um jeito e fui mudando ao longo do preparo. Mas ficou uma géliça. E bem mais leve que as outras receitas de peixe que eu costumo fazer.



Ingredientes
Cação em postas
Tomate
Mandioquinha (batata barôa)
Alho
Sal
Azeite
Pimenta dedo de moça
Cheiro verde
Creme de leite fresco (se não tiver pode ser leite mesmo)

Preparo
Tempere as postas do peixe com sal, azeite e a piementa dedo de moça. Se você não gosta de muuuita picância é só retirar as sementes da pimenta. Vai ficar bem suave. Espalhe as postas num refratário e acrescente os tomates picados em quatro pedaços grandes. Leve ao forno médio.

Coloque as mandiquinha pra cozinhar em água salgada até ficar beeem mole. bata no liquidificador com o creme de leite ou leite. Acerte o o sal. O creme esetá pronto.

Retire o peixe depois de uns 25 minutos e escorra a água q ele soltou e os tomates soltaram. Se quiser esprema um pouco de limão em cima deles, agora que já estão cozidos só para dar sabor. Cubra com o creme, salpique cheiro verde e retorne ao forno para que eles dêem uma entrosada. Há!

Sirva com arroz branco e salada verde.

quarta-feira, 29 de julho de 2009

Creme de tomate



Essa nasceu num dia que tudo que tinha na geladeira eram tomates. Uns cinco. E eu queria algo quentinho, mas não tão engordativo. Segue o creminho honesto.

Ingredientes
Tomates
Azeite
Creme de leite fresco
Mangericão
Sal e pimenta
Parmesão ralado


Preparo

Ferva os tomates inteiros até que comecem a soltar a pele. Descasque-os e tire as sementes e passe no processador/liquidificador. Coloque um fio de azeite numa panela quente, coloque o tomate processado, deixe engrossar o caldo. Sal e a pimenta a gosto. Acrescente um pouco de creme de leite. Salpique o magericão e o queijo. Pronto!

PS.: não tinha mangericão, foi com salsinha mesmo!

sábado, 25 de julho de 2009

Quiche de legumes


Com a chegada do inverno ganhei mais umas arrobas na silhueta. Sá cumé né? Comidas calóricas aquecem o coração e o corpo. Mas entoiçam. Por isso tô tentando pegar leve. Mas nem tanto. Logo segue uma quiche inventada.

Massa
2 e meia xicaras de farinha de trigo
1 ovo
150 gr de manteiga temperatura ambiente
1 pitada de sal

Recheio
3 ovos, ou 4 se forem muito pequenos
Cenoura
Abobrinha
Brócolis
Pimenta dedo de moça
Alho poró
Noz-moscada
E outros legumes do seu gosto
Fermento em pó químico

Preparo

Misture a farinha, a manteiga (ou margarina), o ovo e o sal até que a mssa adquira consitência e desgrude dos dedos com facilidade. O ideal é que a manteiga em temperatura ambiente para aderir melhor a massa. Abra a massa numa forma de fundo removível, subindo um pouco nas bordas. Eu gosto dela bem fina. Leve ao forno para assar por uns 20 min.

Enquanto isso, prepare o recheio. Rale a cenoura e a abobrinha. Pique o brócolis e o alho poró. Coloque um pouco de azeite na frigideira e refogue os legumes no alho e na pimenta dedo de moça até que eles fiquem moles. Deixe esse refogado esfriar. Quebre os ovos numa tigela e bata. Acrescente sal, noz-moscada e bata bem. Se tiver ajuda mecánica (betedeira, liqui) melhor ainda. Por último acrescente um pouco de fermento em pó químico (uma colher de café).

Pegue a forma com a massa pré-assada, espalhe os legumes e coloque a mistura de ovos sobre como cobertura.Se quiser, pode acrescentar queijo ralado que fica bem bom.

quarta-feira, 22 de julho de 2009

À Carbonara


Ainda no bonde das massas do meu livro fiz um carbonara. Pois é, não ficou muito bom, por alguns motivos que eu vou dividir com vocês.

Ingredientes
Espaguete
Ovos (dois ou três)
Bancon
Sal
Pimenta do reino
Meia xícara de leite

O lance do carbonara é que todo o processo tem que ser simultâneo para a massa não passar do ponto e o ovo chegar oa ponto. Por isso, não faça como eu. Antes de tudo pique o bacon em cubos e frite lentamente. Reserve.

Coloque a massa para cozinhar. Enquanto isso bata os ovos com sal e pimenta. Reserve. Quando a massa já estiver quase no ponto coloque o leite para ferver.

Escorra a massa, coloque em uma vasilha grande. Com uma agilidade ninja misture o leite fervente com o bacon e a mistura de ovos e mexa. Aqui é que o bagulho fica um pouco tenso. Porque o calor do leite e da massa é que vão fechar (cozinhar) os ovos e formar aqueles fiapinhos brancos do carbonara.

Caso, os ovos não fechem, você pode levar ao fogo por um minuto. Mas é um minuto mesmo, caso contrario você comerá uma papa em vez de massa. Sirva imediatamente.

Meus erros:
1.O leite não estava quente o suficiente. O ovo não fechou totalmente, tive que remediar no fogo. Não prejudicou a textura da massa, mas podia ter passado sem essa.
2.Eu esqueci de colocar sal no cozimento da massa. O resultado final ficou sem sal.

sábado, 18 de julho de 2009

Camarão de domingo


Infredientes
Camarões cinza médios
Batatas
Pimentão vermelho
Tomates
Leite de côco
Azeite
Pimenta dedo de moça
Cheiro verde
Alho
Sal e pimenta
Limão

Preparo

Frite o alho triturado no azeite, coloque os camarões depois a pimanta picada, sal e o suco de um limão. Quando eles começarem a ficar rosados acrescente um pouco de leite de côco (1/3 do vidro). Deixe ferver por uns 5 minutos e tire os camarões e reserve. Pegue o caldo do cozimento, ele será a base do molho. Acrescente um pouco mais de leite de cocô e deixe reduzir em fogo médio.

Em outra panela, coloque as batatas para cozinhar em pedações, com um pouco de sal e talos de salsinha. Enquanto isso, pique os tomates e o pimentão em rodelas grossas. Em outra panela, passe as rodelas no azeite para saltear e reserve. Quando as batatas já estiverem cozidas passe-as no azeite também.

Pegue um refratário espalhe as batatas e os legumes salteados. Junte os camarões ao molho branco e jogue sobre os legumes. Leve ao forno para gratinar e seja feliz! MUITO feliz!

quarta-feira, 8 de julho de 2009

Risoto de queijo



A Camis (roomate) ama risoto de queijo e sempre ficava falando do risoto que o falecido (que o diabo o tenha) fazia e tals. Aí eu resolvi fazer antes que ele ressuscitasse. É simples. Mas para que não passe de ponto darei algumas medidas.

Infredientes
Vinho branco
Caldo de frango
Manteiga
Azeite
Alho
Arroz arbório
Sal
Pimenta do reino branca
Cheiro verde
Cebola (opcional)
Todos os queijos que você quiser, gostar e puder pagar. Eu usei golda, gorgonzola, mussarela e parmesão. Brie também fica ótimo, mas tava muito caro.

Preparo
Ferva o caldo de frango com água e conserve quente. Derreta umas duas colheres de sopa de manteiga em uma panela grande com fundo grosso, junte o uma colher de azeite. Adicione a cebola picada (eu não uso cebola) e deixe dourar e adicione o alho para que doure também.

Acrescente uma xíxara (chá) e meia de arroz, mexa bem com uma colher depau até que ele seja envolvido pela manteiga e azeite e comece a ficar mais branco. Acrescente uma xícara de vinho branco e deixe o arroz absorver o líquido completamente.

Vá acrescentando aos poucos o caldo de frango com uma concha. Coloque uma concha e deixe absorver. Repita o processo até que o arroz esteja al dente e o caldo absorvido. Isso leva uns 20 minutos.

Adicione a ultima concha do caldo, os 4 queijos (picados emm cubos pequenos ou ralados), sal e pimenta-do-reino. Mexa para que eles derretam e sejam incorporados. Para finalizar acrescente mais uma colher rasa demanteiga e o cheiro verde. Sirva com queijo parmesão espalhado por cima.

Para acompanhar fiz medalhões de filé grelhados com vinho tinto e shoyou.

domingo, 5 de julho de 2009

Cação com brócolis


Esse foi criado no feriado, quando tive a sexta-feira livre e fui na feira da minha rua. Amo feira. Em 2 horas gastei 50 reais. Comprei postas de cação frescas e não tinha um receita em mente. Cheguei em casa e inventei essa.

Ingredientes

4 postas de cação, ou quantas vc tiver
Brócolis comum
Leite de côco
Alho
Sal
Pimenta branca
Requeijão
Creme de leite
Fatias de mussarela

Preparo

Tempere o peixe com sal, alho e pimenta. Espalhe as postas em um refratário untado com azeite. Coloque um pouco de leite de côco e limão. Leve imediatamente ao forno médio (180 graus). Deixe cozinhar um pouco. Ele vai soltar bastante água. Escorra esse líquido numa panela, ele será a base do molho. Acrescente o requeijão e o creme de leite (só se for fresco, caso contrário coloque no final). Eu tinha um resto de queijo e acrescentei. Mexa bem até engrossar.

Cozinhe os talos de brócolis no vapor. Para isso, pegue uma panela grande com água e sobre ela encaixe um escorredor de macarrão de metal, coloque o brócolis nele e tampe com a tampa da panela. O vapor da água vai subir e cozinhar o legume em 5 minutos. Se não der cozinhe do jeito normal mesmo.

Tire o peixe do forno, coloque os brócolis e cubra tudo com o molho branco. Forre com as fatias de mussarela e retorne ao forno para gratinar. Sirva com arroz branco.

segunda-feira, 29 de junho de 2009

Polenta líquida da Nazareth


Ingredientes
Massa:
Água
Farinha de milho fina
Sal e pimenta a gosto
Caldo de galinha
Azeite

Molho:
Tomate
Pimentão vermelho
Carne moída (usei patinho)
Extrato de tomate
Mangericão

Preparo

Ferva a água com uma colher de azeite e o caldo de galinha. Com a água já fervente vá acrescentando a farinha aos poucos e mexando sem parar para não empelotar. A consistência depende da quantidade de farinha que você colocar. Por tanto, vá com calma. Nesse caso a idéia era que ficasse um creme molinho. Coloque em um refratário e reserve.

Em outra panela frite o alho amassado no azeite e depois refogue o pimentão e os tomates picados sem semente e sem casca. Depois acrescente a carne moída e deixe ela cozinhar no molho até que os legumes derretam. Coloque o extrato de tomate e deixe engrossar. Confira o sal. Coloque o molho sobre a massa e salpique parmesão ralado e mangericão e sirva.

sexta-feira, 26 de junho de 2009

Sopa de capeleti e frango



Mais uma para aquecer o coração.

Ingredientes
Um peito de frango
Um pacote de capeleti de frango ou queijo (o que vc preferir)
Cheiro verde
Caldo de galinha
Pimenta
Sal
Alho
Cheiro verde

Preparo

Cozinhe o frango com alho, sal e pimenta numa panela de pressão por 20 minutos, meia hora. Desfie a carne e reserve, inclusive o caldo do cozimento. Em routra panela cozinhe o capeleti no caldo do frango por 5 min. Acrescente o frango desfiado e deixe levantar fervura (não deixe fervendo). Acrescente o cheiro verde e sirva.

segunda-feira, 22 de junho de 2009

Caldo Verde


Frio é isso, comidas quentes e suculentas. De preferência beeem calóricas para um abraço por dentro. Logo, bora na sequência gordinho safado das últimas semanas. Com você o caldo verde.

Ingredientes
Batatas
Calabresa
Couve
Alho
Sal
Pimenta
Cebola
Azeite

Preparo
Cozinhe as batatas até elas quase se desfazerem. Tem que ficar tipo um creme, mas com alguns pedacinhos inteiros (pelo menos eu prefiro com os caroços). Em uma outra panela refogue no azeite a cebola até dourar, depois o alho e a linguiça cortada em rodelas. Para tirar um pouco da gordura eu fervi a linguiça por uns 5 minutos antes de fritá-la. Pique a couve beeem fininha e junte ao refogado da linguiça. Para finalizar acrescente o purê de batata e misture. Se estiver muito grosso, coloque um pouco de água e deixe ferver. Pronto!

domingo, 21 de junho de 2009

Escondidinho fake

O escondidinho tradiça é o de mandioca com carne seca. FODA! Maaaas, eu acho jeito pra tudo nessa vida na cozinha. E com a sobra do recheio da empada eu decidi fazer um escondidinho de frango. No lugar da mandioca, batata, no lugar da carne seca, frango.

Ingredientes
Batatas
Frango
Milho d
Molho de tomate ou tomate
Alho
Sal
Pimenta
Azeitona
Creme de leite fresco

Preparo
Eu já tinha a mistura pronta por causa da empada. Mas vamos lá. Cozinhe o frango com os temperos (alho, sal e pimenta). Desfie. Jogue numa panela para preparar o molho. Acrescente o molho de tomate, azeitona picada e milho. Coloque um pouco de creme de leite. Confira o sal. Espalhe num refratário.
Cozinhe umas cinco batatas médias. Amasse-as até formar o purê. Acrescente um pouco de sal e manteiga (uma colher basta). Espalhe o purê sobre a mistura de frango. Salpique queijo ralado em cima e leve ao forno para gratinar.
Adivinhe o que tem em baixo!!!

sábado, 20 de junho de 2009

Estrogonofe de carne moída


É agora que geral gastronômica morre. Se quando eu coloquei a receita do strogão de frango gerou mó polêmica imagina agora que eu substituí o mignon por patinho moído? Pois é gente, eu amo carne moída e amo strogonoff, nada mais justo que juntar os dois.

Ingredientes
Patinho moído beeem limpo e moído
Molho de tomate ou tomates sem pele e sementes (depende da sua boa vontade)
Noz moscada
Pimenta
Sal
Azeite
Alho
Molho inglês
Catchup
Champignon
Creme de leite (o ideal é o fresco porque terá q ferver, mas se não tiver vai o comum mesmo*)
Cebola

Preparo
Como não é filé o processo de fazer a carne é aquele de sempre. Azeite, frite a cebola picada até dourar e depois o alho (eles tem tempo diferente de douração).
Coloque a carne. Ela vai soltar água, mas como é moída não corre o risco de endurecer como no caso das tiras de filé. Junte os outros temperos, sal, pimenta, o molho de tomate, catchup e o champignon. Depois o molho inglês e a noz moscada. Por último o creme de leite (se for do comum, deixe para colocar na hora de servir para que ele não talhe na fervura).
Sirva com arroz branco e batata palha. <3 (isso é um coração, tá?)

*Feliz, Jr?!