quinta-feira, 26 de fevereiro de 2009

Pernil assado com batatas *morre de comer*


Daí que no carnaval comprei um pernil desossado. E decidi fazer algo que em minha cabeça parecia um carreteiro. FAIL! Mas FAIL de um jeito que não teve como comer. Deu até azia minha gente. Mas como eu sou boba mas nem tanto, tinha sobrado mais da metade da peça intacta. \o/ E advinha? Eu assei e vou dividir com vocês esse prazer de viver:
Ingredientes:
1 paça de pernil desossado
Alho
Sal
Pimenta (eu usei uma bode e uma pitada de reino)
Ervas(o alecrim combina bem, mas eu sou a favor da anarquia culinária. Se é vc quem vai comer o problema é só seu!)
Limão
Vinagre
Azeite
Batatas váaarias
Cebola

Preparo

Tempere a carne com o alho amassado, sal, pimentas, suco de limão e um pouco de vinagre. Deixe descansar. O tempo determina o quão o tempero vai aperecer. Menos tempo, mais suave.

Faça uma cama de cebola em fatias (grandes) num refratário. Coloque a peça de pernil. Espalhe as batatas descascadas e cortadas ao meio ao redor da carne e as cubra com o caldo da marinada. Vede com papel alumínio e leve ao forno médio. Depois de cozido tire o alumínio para dourar. Também fica ótimo com lombo (eu fiz, vide a foto).

ACOMPANHAMENTO:
Arroz com brócolis e uvas passas.

Essa receita é ideal para reaproveitar o arroz de ontem, anteontem e até do mês passado. Há!

Ingredientes:
Arroz pronto
Margarina/manteiga
Brócolis (fica melhor com op tipo couve)
Sazon para saladas
Uvas passas (gosto mais da neguina)
Alho
Cebola
Sal
Preparo
Pique brócolis bem pequenininho e refogue na manteiga com alho e cebola. Coloque o Sazon (a gosto). Depois jogue o arroz e misture com um garfo para não virar um bloco. Não deixe cozinhar. Afinal, não tem mais nada cru ali. Acrescente as passas e sirva. ANIMAL!

Yakisobra da Grê



Esse eu comi e aprovei. Delícia, fácil de fazer e leve. Tanto que comi dois pratos enormes e não fiquei morrendo depois. A autora da façanha é minha hermana Greicística. Segue sem edições:

Ingredientes:
- Macarrãozinho que você compra na zona japa de qq supermercado bom. "Lugar de gente feliz" sempre tem.
- Legumes e verduras dos quais você goste; não precisa ser necessariamente o kit yakisoba que vendem no super.
- Molho Sakura
- Água
- Amido
- Queijo Minas em cubos
- Seu tempero preferido

Preparo:

Em uma panela você ferve a água para cozinhar o macarrãozinho.
Enquanto isso, na sala da justiça... numa outra panela, você junta:

1 xícara de chá de sakura, 1 de água e 1 de misturinha de amido com água (3 colheres de amido)
O tamanho da xícara e a quantidade de cada ingrediente vai muito da sua intuição e gosto.
Eu que adoro comidas puxando pra salgadas, capricho no Sakura.

Leve tudo isso ao fogo, acrescente uma colher de sobremesa do seu tempero pronto (e/ou pitadas e truques que só você sabe) e coloque os legumes e verduras para cozinhar.

Na versão da foto vocês têm - além dos tradicionais acelga, cenoura e brócolis - pedacinhos de palmito e azeitonas.
Carnes também podem ser acrescentadas a gosto. Eu, como não curto muito tofu, usei queijo branco fresco.

No mais, é misturar massa e molho, e comer!

Panqueca Gorducha


Ela é gorducha, mas quem engorda é você!

Ingredientes

Massa:
1 copo (estilo requeijão) de leite
1 ovo
1 copo de farinha de trigo
1 colher de sopa de óleo
Sal a gosto
Uma pitada de açúcar

Recheio:
1/2 kg de patinho moído
1/2 todo o universo em mussarela ralada
Azeitonas
Molho de tomate pronto

Preparo
Mistura todos os ingredientes no liquidificador até virar um creme. Deixe descansar enquanto prepara o molho.

Carne: Frite o alho e refogue a carne até ficar bem sequinha. Coloque um pouco de vinagre e molho de tomate só pra dar uma maciez. Separe.

Pegue um frigideira e unte. Deixe esquentar no fogo. Vá colocando a massa e espalhando na frigideira até formar um disco fino. Vire o disco com cuidado para cozinhar do outro lado. Faça quantas panquecas a massa permitir. Depois enrole com a carne e o queijo. Ou só de carne e só de queijo.

Coloque as panquecas num refratário cubra com um pouco de molho e cubra com queijo. Leve ao forno para que tudo derreta.

sábado, 14 de fevereiro de 2009

Strogo


Strogonoff é um dos meus milhões de pratos favoritos. Claro que o top 1 da história dos strogos que já comi é o da minha mãe. E nem dá pra comparar, ela definitivamente detém o poder. Mas como eu já não moro com ela há 10 anos e só posso comer essa maravilha quando viajo mil quilômetros tive que buscar a auto-suficiência stroguística. Segue minha adaptação:

Ingredientes
Filé de frango em cubinhos (se fosse carne seriam tiras)
Bacon (em cubos ou fatias)
Molho de tomate
Creme de leite
Mostarda
Catchup
Cebola
Alho/Sal/Pimenta
Champignon
Vinho branco

Preparo
Corte o bacon em pedaços bem pequenos e frite. Depois que já estiver bem dourado, acrescente o alho moído e a cebola beeem picadinha (eu não uso cebola por causa da Louca dos Gatos que mora comigo). Deixe dourar, junte o frango já temperado com sal, pimenta, vinho e mostarda. O ideal é que ele cozinhe e depois dê uma fritada para dourar. Mas não frite muito para não endurecer a carne.

Junte o molho de tomate e deixe encorpar. Coloque os cogumelos. Por último, acrescente o creme de leite. Não ferva depois disso, para que o creme não talhe. Faça arroz branco para acompanhar.

Batata acompanha?
Sim, a batata, uma das coisas mais gostosas que Deus fez, combina super com o strogo. Se você tiver na mavon, compre batata palha pronta. Agora se tiver com um pouco mais de fé no fogão pode fazer um purê como esse da foto. Mas essa receita merece um post a parte.

sábado, 7 de fevereiro de 2009

Pixtisco pobreza


Tá na mavon em casa e deu uma vontadinha de beliscar? Você abre a geladeira e não tem porra nenhuma a não ser um resto de salsicha. O que fazer? Um pixtisco!

Corta a salsicha em rodelinha e joga numa frigideira, sem óleo nem nada. Deixa ela dar uma doradinha. E pronto. Fica géliça!

Como eu sou uma pessoa de sorte, na minha geladeira tinha um resto de queijo fundido sabor cheddar. Eu coloquei eles num potinho de vidro com um fio de leite e levei ao microondas até derreter. Misturei até uniformizar e pronto. Um molhinho pra acompanhar as salsichas. É que tava muito light.

McLary

Quem me conhece sabe que amo cheeseburguer. E como eu aprendo a fazer quase tudo que eu amo, também faço hambúrgueres. E juro que é muito simples.

Ingredientes
500gr de carne moída (patinho moído 2x é o melhor)
1 ovo
Sal
Alho
Shoyu
Pão para hambúrguer
Muito queijo
Alface
Tomate
Maionese
Mostarda
Catchup

Preparo

Misture o ovo na carne. Tempere com o sal, alho e um pouco de shoyu. Se ficar muuuito mole acrescente um pouco de farinha para dar liga. Eu não coloquei. Faça as bolas com a mão e amasse até ficar no formato de disco. Aqueça uma frigideira com um fio de olho e frite os hambúrgueres. Coloque um pouco um dedo de água para cozinhar a carne e deixe dourar.

Como eu usei queijo fundido, para derreter coloquei sobre o hambúrguer (sem o pão, claro) e levei alguns segundo ao microondas. Se for outro tipo de queijo, você pode fazer o chapeiro e colocar sobre a carne na panela mesmo. Mas exige um pouco mais de prática.

Prepare um molho com maionese, mostarda e uma pitada de alho moído para acompanhar.
Corte o tomate em rodelas e pique o alface. Depois monte tudo no pão e mande ver.
Coca Cola acompanha.


Sente a textura do queijo. Sijoga no McLary!