segunda-feira, 26 de outubro de 2009

É truta, manu! Com batatas.

O Júnior faz comida. É ele nos alimenta e bem. Aí numa dessas vezes que fomos lá ele fez esse peixe pra galere. Que segundo ele, era pra ser sashimi, mas tava velho, aí virou assado pra galera mesmo. hahaha Brincadeira, tava ótimo. Tanto que eu repliquei na íntegra no feriado de segunda. É bem fácil, segue. Ps.: não é salmão, é truta salmonada. Muito bom e mais barata (quase 20 reais de diferença no preço do quilo).

Ingredientes
Filé de truta salmonada
Mirin (saque culinário)
Vinagre de arroz
Gengibre
Mel
Pimenta do reino
Sal
Shoyu
Batatas
Azeite
Preparo
Primeiro você vai marinar o peixe. Coloque-o num refratário. Encha um copo americano com o shoyu. Acrescente umas 3 colheres de mel, um pouco do vinagre e do mirin (mais ou menos uma colher de cada). Rale o gengibre, um punhadinho basta. Coloque uma pitada de pimenta. Nem carece de sal, o shoyu já é bem salgado. Despeje essa mistura no peixe e deixe descansar por uma meia hora.
Ligue o forno a 180 graus. Enquanto isso corte as batatas em pedaços médios e dê uma aferventada. Depois as coloque em outro refratário com azeite a gosto, salpique pimenta e sal e coloque no forno. Volte ao peixe, escorra o excesso do caldo em uma panela pequena e leve a forma ao forno também. Aqueça a panelinha no fogão para reduzir esse caldo. Ele vai virar um molho grossinho, agridoce, forte. Ideal para acompanhar o peixe assado. Sirva com as batatas coradas e arroz branco.
Correto Jr?
Update do dono da receita: quando retirar o molho do fogo, coloque uma colher de manteiga fria e bata. Vai dar uma textura aviadada, ops, aveludada ao molho. Rá!

domingo, 25 de outubro de 2009

Lombo de cação assado com 3 batatas


Peixe comprado na feira é outra coisa né? Fresco e bem mais em conta que no mercado. Eu fui na intenção de comprar um peixe inteiro para assar, mas como tava sozinha em casa, com certeza ia sobrar muito. Optei então por um pedaço pequeno de lombo de cação. Pra acompanhar, batatas, de três tipos diferentes.

Ingredientes
Lombo de cação cortado em postas (mas lembre-se, que se é lombo não tem osso).
Um pimentão vermelho picado em cubinhos
Azeite
Sal
Pimenta
Batatas do tipo Asterix (aquela rosada)
Bata Barôa (conhecida como mandioquinha)
Batata Monalisa (a mais comum, de casca amarelada)
Tomilho limão
Alho

Preparo

Corte o lombo do peixe de forma que obtenha filés com 4cm de altura. Tempere os pedaços com alho, pimenta e sal. Descarte e corte as batatas em rodelas grossas.
Pegue um pirex e unte com azeite, espalhe as batatas. Tempere-as com sal, pimenta e tomilho. Jogue sobre as batatas parte do pimentão. Disponhas os filés sobre as batatas e salpique sobre eles o restante do pimentão. Coloque mais um fio de azeite sobre o peixe. Cubra com papel alumínio e leve ao forno a 180 graus. Uns 20 min depois retire o alumínio e deixe dourar. Um prato bem leve e saboroso para um dia quente. Para acompanhar você pode preparar uma salada de folhas com alface, rúcula e agrião. Fica bão!

quinta-feira, 15 de outubro de 2009

Omelete vegeta



Pois é, eu ando meio que dientando. Nada demais, só fechando um pouco a boca. E para que isso seja possível eu tive que parar de fazer comida. Logo, só estou cozinhando nos findes. Mas eu levo marmita pro trabalho. É, todo dia. Além de não ser fácil achar o que comer na região, eu prefiro a minha comida aos parcos restaurantes por quilo dali. Logo, temos um problema. Como levar marmita sem fazer comida? Uma das saídas são os omeletes!

Ingredientes

ovos
alho poró
cheiro verde
tomate
quijo branco
pimenta do reino
manteiga
sal
noz moscada

Preparo

Pique o alho poró em rodelinhas e o tomate em cubinhos. Aqueça a manteiga, doure o alho poró, acrescente o tomate, mas não deixe desmanchar, a idéia é que ele fique firme. Tire do fogo. Misture os ovos com o queijo ralado ou picado. Acrescete sal, pimenta, noz moscada e cheiro verde. Junte o refogado que já deve ter esfriado.
Aqueça uma frigideira anti aderente com um fio de azeite. Coloque a mistura e tampe. Deixe ficar firme para poder virar. Eu uso um prato pra dar o truque da virada. É so colocar o prato como "tampa" na frigideira e virá-la, depois devolver o omelete virado à frigideira para tostar o outro lado. Fica geliça! Ideal para companhar uma saladona na dieta. Sustenta!

Penne só tem atum

Aí que você vai pra praia de madruga e precisa dar aquela forrada no estame. E tudo que você tem é um atum, um clássico da culinária de guerrilha. Mas né? Patê não é refeição. O que fazer? Massa! Todo mundo que se respeite tem massa em casa. SEMPRE! Então voilá! Temos uma refeição!

Ingredientes
massa (eu usei tipo penne, mas o que tiver vale)
1 lata de atim
pimenta dedo de moça
Alho poró
sal a gosto
cheiro verde
leite de côco
Parmesão (vida)
Manteiga

Preparo
Cozinhe a massa em água fervente. Não deixe ficar muito tempo, no máximo uns 5min. A idéia é comer massa, não uma massaroca. Reserve. Derreta a manteiga (Eu agora dei de clarificar, mas é que tô tentando fazer a phina). Mas aqui no Sem Medida você faz se quiser. Doure o alho poró picado em rodelas, acrescente a pimenta picadinha (se quer menos ardência, retire as sementes). Por úlimo, o atum sem o liquido, seja óleo (gordinho) ou água da conserva. Coloque um fio do leite de côco. Acerte o sal. Deixe dar uma fervidinha e desligue o fogo. Nesse refogado, coloque a massa e misture. Salpique o cheiro verde e pronto. Sirva com o parmesão ralado.

terça-feira, 13 de outubro de 2009

Maratona de batecagem!

Pois é, como eu contei aqui há alguns dias, começou o Boteco Bohemia. E daí que tive a sorte de ser convidada pra me juntar ao bonde de outros botequeiros para fazer uma caravanda há quatro dos bares concorrentes experimentando os pixtiscos harmonizados com a Bohemia certa. Vou dividir aqui as receitas com vocês. Mas confesso que alguns é mais fácil comer na fonte.

Cone de Baião no Varal
Hamoniza com Bohemia Escura ou WeissA maratona durou umas 8 horas começando pela Botica do Quintana, na Vila Olímpia. Contrariando a média da região esse é um boteco com uma certa personalidade. Eles concorrem com o pixtixco “Cone de Baião no Varal”. Que eu apelidei carinhosamente de instalação, de tão elaborado que é (se liga na foto). O sabor é ótimo, mas para uma mesa de boteco cheia pode sair bem caro e pouco prático. Eu quero tentar fazer minha versão.
Ingredientes
1 kg de feijão verde ( feijão de corda já seco)
200 grs de toucinho
1 paio cortado em rodelas
1cebola grande
1 dente de alho
30 grs de bacom em cubos
Pimenta de cheiro amarela
10 grs de sal
100 ml de óleo
Coentro picado
0,5 kg de arroz
05 kgs de macaxeira
150 grs de queijo coalho cortado em fatias finas
0,5 de carne de sol serenada
100 ml de manteiga de garrafa
01 maco de Couve mineira
06 fatias de pão de graos
100 grs de carpaccio de carne seca
Preparo

Lave o feijão e deixe de molho de véspera. No dia seguinte, cozinhe o junto com o paio e o bacon, dissolvidos por 2,5 lts de água fria. Tampe a panela e deixe cozinhar em fogo baixo por 1 hora. Em outra panela, doure a cebola e o alho, no óleo.
Junte o coentro e o arroz e refogue bem ate ficar brilhante e um pouco transparente. Acrescente o feijão e o paio já cozidos, juntamente com o caldo. Misture bem, tampe a panela e deixe cozinha ate que o arroz fique cozido, úmido, com consistência cremosa.
Durante o cozimento do arroz, se necessário adicione água, tomando o cuidado de não deixar a mistura ficar seca.Junte a salsinha e mexa com cuidado. Então cubra o arroz com as fatias de queijo. Tampe a panela novamente e deixe que o vapor derreta o queijo. Asse os cones de macaxeira. Finalize os triângulos de carpaccio de carne seca, e frite a couve mineira. Acrescente o coentro só na hora de finalizar, quanto menos ele cozinhar, menos acentuado ficará.
***********
Kamarão na Toca
Hamoniza com Bohemia ConfrariaEm segundo lugar veio o "Kamarão na Toca" do bar Kamaleão, no Ipiranga. De todos, esse foi o pixtixco com mais cara de boteco. É um camarão médio envolvido por uma massa de croquete de carne e depois passado no farelo de pão. É uma porção servida, acompanhada de sardela e molho de pimenta amarela para xuxar. Muito gostoso, mas pra mim tem muitos sabores fortes combinados e acaba que um meio que briga com o outro. Eu faria com menos informação. Segue:
Ingredientes:
250g de coxão duro
250g de lombo de porco
100g de farinha de rosca
10 camarões rosa sem casca
01 cebola
01 tomate
01 salsinha
02 dentes de alho
1/4 de tablete de caldo de carne
2 ovos
01 xícara (chá) de “breadcrumbs” (farelo de pão, uma farinha de rosca mais grossa, em flocos)
Sal, pimenta do reino, azeite, manteiga a gosto
Preparo
Cozinhar o coxão duro e o lombo de porco em uma panela de pressão por aproximadamente 25 minutos. Depois de cozido, separar as carnes do caldo que sobrou. Misturar o caldo com a farinha de rosca e reservar por 20 minutos. Picar bem as carnes cozidas. Reservar.
Cozinhar o camarão rosa sem cabeça somente com água e sal. Depois de cozido, temperar com azeite e alho batido no liquidificador e deixar tomar gosto por uns 20 minutos. Reservar. Em uma panela, derreter a manteiga, acrescentar a cebola e o tomate, deixar murchar um pouco. Colocar as carnes picadas, temperar com sal, pimenta do reino, salsinha, e adicionar 1/4 do tablete de caldo de carne. Desligar o fogo. Acrescentar o caldo reservado com a farinha de rosca. Deixar esfriar um pouco e quando estiver morna a massa, enrolar nas mãos e fazer um furo central onde se introduzirão os camarões previamente cozidos. Passar no ovo batido e empanar. Fritar no óleo quente até dourar. Retirar e colocar sobre o papel absorvente para retirar o excesso de gordura. Servir quente.
***********
Bixo BãoHamoniza com Bohemia WeissJá meio bêbados chegamos ao terceiro boteco: O Bar do Plínio, no Bairro do Limão. Boteco típico de bairro, com mesas de madeira na calçada. Já o pistixco não tava tão botequístico assim. O Bixo Bão é um guiza reinventado (atóron) recheado com camarão e salmão triturados. Acompanhado de dois tipos de molho.
Ingredientes
Massa de guioza
200gr de salmão
100gr de camarão
palmito
cream cheese
cebola
salsinha e cebolinha
pimenta de cheiro
azeite
sal e pimenta a gosto
Preparo Recheio
Pique o salmão, o camarão e o palmito em pedaços bem pequenos. Acrescente os temperos também picados e por ultimo o cream cheese.

Ingredientes Massa
Como não recebi a receita oficial da massa procurei uma pra postar. Mas não testei pra ver se funfa! É por sua conta e risco.
300 g farinha de trigo
150 ml de água morna
Preparo Massa
Misture a farinha e a água aos poucos até formar uma bola, que não pode ficar muito seca. Caso fique, molhe as mãos e continue sovando. A idéia é que fique lisa e homogênea.
Para montar abra a massa em disco e coloque um pouco de recheio no centro. Junte as bordas montando um trouxinha. Cozinhe no vapor e depois frite em óleo quente. Lá eles serviram com um molho agridoce de damasco e pimenta rosa e outro de maionese e temperos verdes. Sobre uma salada de repolho roxo, tomates e palmitos.
***********
Maravilha de Queijo do com Tomate Seco
Harmoniza com Bohemia Pilsen
E por último, mas não menos aguardado, veio o Maravilha de Queijo do com Tomate Seco do Bar ó, na Vila Madalena. Esse pixtixco é a prova de que a simplicidade funciona. A clássica bolinha de vários queijos, que eu já fiz por aqui, recheada com tomate seco, passada na aletria (massa cabelinho de anjo). Simples e saborosa.
Ingredientes
300gr de mussarela ralada
300gr de queijo prato ralado
300gr de queijo meia cura ralado
100gr de parmesão ralado
3 ovos
1 xícara de farinha de trigo
Orégano a gosto
Tomate seco
óleo pra fritar
Aletria, massa do tipo cabelo de anjo
Preparo
Misture tudo, faça bolinhas em volta do tomate seco e passe na aletria para empanar.
Frite em óleo quente.

UFA! Muita coisa né? Imagina comer e beber tudo isso num dia só? Parabéns aos outros maratonistas do bonde: a Boa de Garfo, a Mixirica, os meninos do Botecagem, a as meninas do Braun Café e o Cozinha Pequena. Se eu esuqeci de alguém, me avisem, pq memória de bêbado não é lá essas Coca Colas. Agora é agitar a festa da Saideira nos dias 7 e 8/11.
Ps.: Para saber mais sobre os botecos participantes e montar sua caravana vai lá no Braun Café. A Dani fez um ótimo guia pros botequeiros.

O baile todo

quinta-feira, 1 de outubro de 2009

Frango Mata Atlântica da Andressa


Daí que fui jantar na casa de uma amiga do trabalho já faz um tempo. E ela fez um frango no leite de côco com legumes, receita da mãe de uma amiga dela que mora na praia, em Ubatuba, no meio da reserva. Eu amei tanto a comida que vou compartilhar aqui com vocês mesmo antes de testar por conta própria. Mas vou pedir que a Dê confira se tá tudo certo. Ps.: tava tão bom que eu comi no jantar e no outro dia dividi na marmita com a Dê. Te dedico, loka!

Ingredientes
Leite de côco
Peito de frango cozido e desfiado
Curry
Pimenta de bode (se não tiver se vira com outra)
Cenoura
Brócolis
Abobrinha
Cocô ralado
Castanha de caju
Alho
Pimenta do Reino
Cebola
Preparo
Cozinhe o peito de frango já com os temperos. Eu não sei como a Dê fez essa parte, mas eu colocaria na pressão com a pimenta, o alho, o sal e parte da cebola(Cozinha em menos de 20 minutos depois que começa a chiar). Depois de cozido, desfie o frango e reserve. Refogue os legumes na manteiga só pra dar um sustinho e acrescente o frango desfiado e o leite de côco como caldo. Deixe reduzir um pouco o caldo e coloque curry a gosto. Acerte o sal e apimenta. Pronto! A idéia é que os legumes fiquem mais al dente mesmo, ou seja, durinhos. Triture a castanha de caju e espalhe na mistura. Sirva com arroz branco e salpique o côco ralado no prato. Fica um géliça!
Eu colocaria também um pouco de cheiro verde fresco na hora de servir. Salsinha ou coentro, acho que combina.
Ps.: quero testar usando como molho para um risoto. Deve ficar incrível!