terça-feira, 12 de janeiro de 2010

Caldinho cura ressaca



Alô você que bebe por esporte. Você que entorna o caneco quando tá feliz, triste ou nude*. Você que bebe no calor pra refrescar e no frio pra aquecer. Você que bebe pra esquecer e esquece mesmo! Essa receita é pra você: um caldinho tradicional do Goiás, uma terra de gente bêbada.

Para os bêbados prudentes a dica é fazer esse caldinho pra tomar entre a bebedeira e sono dos justos. Quando você chega em casa depois do porre, toma e dorme lindamente. Saca o paraíso? Então, ressaca ZERO!

Agora se você é um mané que capotou bêbado e acordou com a boca de quem chupou 22 pares de meias (dos jogadores do Vila Nova depois do prélio contra o Goiás debaixo de chuva no Serra Dourada) pode tentar se salvar com um caldinho póstumo.

Ingredientes
Frango (pode ser uma carcaça ou pedaços incríveis. Mas a presença do osso faz toda a diferença na "sustança" da coisa)
Ovos
Pimenta do reino
Sal
Alho
Cebola
Farinha de mandioca (se não tiver, apele pra de rosca mesmo)
Pimenta biquinho (pq é staile)
Cheiro verde (vale salsa, cebolinha e ou coentro)
Milho verde (se quiser)

Preparo
Coloque o frango pra cozinhar na água já com os temperos: sal, pimenta, alho, cebola picadinha. Depois de cozido, retire o frango para desossar e reserve o caldo do cozimento. Descarte os ossos e desfie bem a carne do frango. Volte a carne desfiada para o caldo, coloque a panela em fogo médio e vá acrescentando a farinha aos poucos. Atenção, a idéia é dar só uma engrossada e não fazer uma argamassa. Logo, não pese a mão nessa fase. Geralmente para uma panela média de caldo, duas colheres de farinha bastam.

Ainda com a panela no fogo acrescente os ovos. Tipo avonts. A ideia é que eles formem fiozinhos brancos e amarelos boiando no caldo. Para isso, quebre os numa tigela e dê uma mexida de leve, só pra romper a gema. Não bata! Depois misture ao caldo fervente mexendo levemente. Se o milho for em lata é só despejar. Se for milho verde fresco, refogue ele na manteiga separadamente e depois junte ao caldo. Evite que ele cozinhe junto pra não endurecer.

Pronto. Acerte o sal e a pimenta (eu gosto de colocar bastante, pra dar aquela suadinha e ajudar a evaporar todo o álcool). Finalize com o cheiro verde e pimenta biquinho.

Se depois disso você não se sentir melhor, pare de beber.

PS.: demorei, mas voltei. Beijos e um 2010 bem gordo e suculento pra todos vocês que dão atenção às minhas presepadas na cozinha. Amo!

7 comentários:

Ana Paula Marques disse...

Lara,

acho que sou uma das que bebe pra esquecer e esquece mesmo! huahahuah

Vou tentar essa receita da próxima vez. Parece ótima!

Beijinhos!

vanessa disse...

nois que samu goianu sabemo bem diss...........e inte na lodres fais suseso so...........hahahaha
que tal meu goianes? mas e a mas pra verdade, nada como o caldo.

Maria Fernanda Ribeiro disse...

Certamente vou experimentar... dá para congelar? Porque se bebe todo dia não dá para cozinhar com tanta frequência. deve ser bão deixar no estoque.

iaiá feliz da vida disse...

ei lara!
hoje, fuçando aqui, te descobri...
numa boa, que blog mais gostoso e clean..
bom de ver, delicioso de se ler.
vc diz à que veio!
adorei e vou seguir... :)
abração procê!

Dani Braun disse...

Meu! Que delícia! Quero esse caldo mesmo sem balada. Adorei a biquinho no final :-). Bjs! Braun

Rods disse...

Muito bacana o Blog!
Já está nos favoritos.

uma massa adiposa disse...

ME apaixonei pelo seu blog ano passado e fico esperando ansiosamente novas receitinhas pra experimentar!! Parabéns, viu?